Micose nas unhas tem cura?!

Chega o verão e dá aquela vontade de ir à praia, molhar os pés, caminhar na areia e aproveitar a natureza.

Quem não quer ter pés bonitos, unhas bem feitas e saudáveis? Com certeza todos nós.

Mas quando as unhas estão acometidas com fungos, muitos têm vergonha de deixar seus pés expostos e ser alvo de olhares alheios. De outro lado, há aqueles que não se preocupam com isso, vão a todo lugar, usam piscina e outros ambientes públicos. Pensando em saúde pública, quem tem micoses nas unhas não deveriam frequentar piscinas públicas, pois gera contaminação.

Os fungos são aqueles inimigos invisíveis aos olhos nús. Entram de mansinho, trabalham quietos, vão tomando espaço e deixando sua marca registrada, que é a destruição nas unhas, ao longo do tempo. O pé é uma bom lugar para os tais fungos viverem, porque reune tudo de bom para o inimigo: calorzinho, escurinho e umidade.

Respondendo a pergunta do texto: sim, micose tem cura. Mas, é preciso paciência e cuidados de longo prazo e para sempre e sempre. Se não, como diz minha querida amiga, a Professora Euridea Castro…

“E quando pensamos que eles acabaram, ressurgem das cinzas trépidos e fagueiros, para iniciar um novo ciclo”.

Então, é preciso muita paciência para manter cuidados com os pés e calçados. Paciência para mudar o ambiente onde o fungo gosta de viver. Limpar bem os calçados com desinfetante, alternar uso dos mesmos, e boa lavagem das meias – e que estas sejam de algodão.

Dica: lavar os pés com sabonete com pH acidificado* e, depois, deixar uns minutinhos de molho na água com vinagre é uma boa pedida, porque a pele fica mais ácida, fator importante de defesa contra os patógenos. Secar os espaços entre os dedos é outro cuidado fundamental.

Há tratamento medicamentoso por via oral ou local. Na primeira opção é preciso cuidado e bom acompanhamento médico, porque podem causar toxicidade no fígado. Os tratamentos locais, por outro lado, podem ter pouco efeito dada a característica da unha. Passar esses produtos tópicos sem um bom preparo da lâmina é também trabalho inefetivo.

Mas há outro tratamento que tem sido vatajoso por não ter efeitos colaterais, que é feito com LASER. Para isso é usada uma técnica que se chama terapia fotodinâmica, onde se associa um corante para absorver bem a luz. Essa interação causa destruição do fungo. Todavia, é preciso também aquela dita paciência e várias sessōes. E é um tratamento que depende também de acompanhamento profissional**.

Por fim, é possível se livrar dos inimigos invisíveis. Mas exige esforço e cliente e profissional persistentes.

Para terapia fotodinâmica e demais cuidados, busque um enfermeiro atuante em Podiatria Clínica.

Enfa Dra Beatriz F Alves Yamada Estomaterapeuta COREn-SP 49.517


* Sabonete acidificado você pode ter uma opção na by Corpus, nossa marca.

**Enfermeiros Afiliados à PodiatriCare

6 respostas
  1. Angélica Faria
    Angélica Faria diz:

    A micose de unha realmente representa um problema, que em diabéticos pode ser um aditivo a mais para o desde feridas e complicações severas nos pés.
    Excelente poder contar com a tecnologia do laser para cuidar destas infecções e ter unhas saudáveis.

    Responder
  2. Rosemary Spenazato
    Rosemary Spenazato diz:

    Onicomicose é sempre uma incógnita para pacientes que lida com esse tipo de problema há anos. Quando nos procuram já estão bem desanimados, achando que não tem mais solução. Que bom que podemos contar com avanços tecnológicos como a laserterapia fitodinâmica e evitar possíveis complicações principalmenre em pacientes com diabetes. Obrigada pela postagem Doutora Beatriz Yamada.

    Responder
    • Beatriz Yamada
      Beatriz Yamada diz:

      É verdade Rosemary. Mas, a experiência que tenho me possibita dizer que tem chance. Mas é preciso insistir no tratamento, tanto o cliente quanto o profissional. Obrigada por sua mensagem. Abs

      Responder

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique à vontade para colaborar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *